Pirulito

Era para ser um cumprimento normal, um oi qualquer, seguido de um breve beijo no rosto.

— Ele me beijou! Na boca! – a garota sentindo-se ameaçada pôs-se a reclamar.

Foram milésimos de segundos, porém suficientes para sentir uma forte emoção. Um olhar penetrante, seguido de timidez; respiração acelerada, seguida de espanto e surpresa. Ambos acharam estranha a situação.

— Ele me beijou!

O garoto espantado, mas mesmo assim feliz, afastou-se e logo confidenciou ao amigo o acontecido. Esse por sua vez – pode-se notar – sentiu uma pontada de ciúmes, que tentou esconder, porém sem sucesso.

— Ele me beijou! – ouviu-se ao fundo a voz da garota.

Ela também contara a uma amiga o acontecimento, que apresentou as mesmas reações do garoto beijado, com diferença no “sentir-se feliz”. Foi então descobrir o motivo, indagando ao rapaz a respeito de sua ação.

— Não tive culpa. Ela foi quem virou o rosto, dando no que deu… não pude fazer nada. E talvez nem quisesse. Foi apenas um “selinho”, nada de mais.

— Ele me beijou!

Logo a notícia se espalhara, chegando a um amável garoto sonhador e futuro dono do mundo. Indagou-se como seria bom um beijo da branca de neve, mas percebeu não estar em um conto de fadas nem ter caminhão espaçoso o suficiente, descendo então de seu nirvana mental e estendendo essa frase com gerúndios mal colocados sem razão aparente apenas para tornar a leitura cansativa. Questionou-se também sobre o fato de não saber como terminar textos, mas isso não vinha ao caso.

Algum tempo, já passada a situação, o rapazote beijado sentiu sua boca doer. Pensou no que poderia ser e chegou à conclusão de que o batom usado pela garota estava vencido. “Só pode ser isso!”, pensou. Imaginou até a possibilidade de perder sua boca com uma possível infecção e posterior gangrena. Logo deixou tal pensamento de lado. Talvez fosse a dor de um beijo roubado, se é que isso faz sentido.

Mesmo no dia seguinte, continuava a pensar no ocorrido. Sem saber mais o que fazer, perguntou ao seu amigo e futuro dono do mundo como terminar essa já esgotada de fatos história. Não obteve respostas, decidindo-se por encerrá-la assim mesmo.

por João Paulo
Anúncios

10 Responses to “Pirulito”


  1. 1 Hellen Reginna 1 julho, 2007 às 9:41 pm

    ai ai…tu e teus textos que eu adoro hasuahsuas
    saudades Jp…=)
    desculpa ae…mas já li esse texto (sem alterações) antes de vocês xD~
    beijoOs;*

  2. 2 Rayssa 1 julho, 2007 às 11:19 pm

    Talvez fosse a dor de um beijo roubado…
    =]
    Jp, muito me admiroooo de você
    escrevendo esse tipo de assunto =*
    e por sinal muito bom 😉

  3. 3 Guilherme Gurgel 2 julho, 2007 às 10:00 am

    Ficou massa! Conseguiu falar de um assunto sentimental quase sem sentimentalismo (prova disso é o penúltimo parágrafo…). Acho difícil escrever assim, tem que ter talento.

    Falows!

  4. 4 elliana 2 julho, 2007 às 9:24 pm

    Muito bom teu texto,vários sentidos
    Entre sentimentos intensos.
    Bjsss e boa noite p ti.

  5. 5 Ana Júlia 2 julho, 2007 às 10:37 pm

    Gostei muito. 😀
    Muito mesmo.
    :**

  6. 6 Vini Leite 3 julho, 2007 às 12:21 am

    Pow Joãozinhu tu eh o kra…

    vou pescar de ti agora na prova de redação

    hasuhasusahuah

    flw mlk

    dayson manda um abraço tbm… =D

  7. 7 Isabela 3 julho, 2007 às 1:11 pm

    gente, oq q colocaram na comida desses meninos?
    muuuuito bom!
    bjs, JP!

  8. 8 mirella 11 agosto, 2007 às 7:50 pm

    poxa joao…
    eu n sabia q ti escrevia tao bem assim…
    vim ver o site p´q tu tinha me dado o papel, mas n sabia ao certo do q se tratava…
    adoreiii
    muito massa mexmoo

    bjoo

  9. 9 Stephanie 3 agosto, 2009 às 10:46 pm

    JAEJAEJPJEAAEAJE’

  10. 10 Stephanie 3 agosto, 2009 às 10:47 pm

    Tbm quero um beijo roubado *-*’


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Nome: João Paulo
Onde: São Luís - MA

Pseudo-escritor frustrado.


Orkut
Last.fm
E-mail
---

Nome: Nilson
Onde: São Luís - MA

Brasileiro, sincero, que tenta em palavras expressar tudo que se passa no dia-a-dia, mesmo atropelando regras gramaticais e cometendo erros ortográficos. Desprovido de beleza, desprovido de habilidades, mas rapaz que tenta aprender o máximo, e que busca ser feliz nas coisas simples.


Orkut
E-mail
---

Nome: João de Brito
Onde: São Luís - MA

Pouco patriota, dependente, desiludido e pessimista. Gosta de queijo, batata palha e boas músicas. Escrever é um hobbie, desses que se amarra na cintura.


Orkut
E-mail
---

Nome: Guilherme
Onde: São Luís - MA

Um cara que sonha ser um escritor, e treina bastante para isso.


Blog
E-mail

a

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: